Serra da Estrela: na Pascoela, a tradição ainda é o que era

autoria P3

// data 12/04/2018 - 10:43

// 4021 leituras

Todos os anos, no domingo de Pascoela, os pastores do sopé da Serra da Estrela, na freguesia de Covas, pagam uma promessa religiosa a São Geraldo e conduzem o seu gado caprino por entre os caminhos campestres e urbanos da região. "É um dia de união e trabalho em torno da arte que herdaram", descreve, em comunicado, o fotógrafo Tiago Cerveira, cujo trabalho já conheceu publicação no P3, em 2017.

 

Dois dos pastores que este ano participaram neste desfile tradicional são particularmente jovens. "Ainda não chegaram aos 25 anos de idade e já encabeçam o seu rebanho. Ostentam o cajado, as vestes, o cão pastor, a loiça, as borlas e, acima de tudo, o gado. Ostentam o orgulho de ser pastor." Noutras décadas, eram às dezenas os rebanhos que participavam nesta romaria. "Era um dia muito especial para a criançada e para os adultos", descreve uma utilizadora do Facebook, comentando um conjunto de imagens divulgadas pelo fotógrafo na sua página O Meio e a Gente. "Todos corriam para ver o primeiro rebanho chegar. Não eram tão poucos os rebanhos, como se verifica, e não eram ovelhas escuras, eram brancas, com enfeites coloridos nos chifres e dorso, com chocalhos e campainhas de vários tamanhos e sons, consoante macho ou fêmea. O som espalhava-se pela rua abaixo, ninguém ficava indiferente. Boas recordações, lembranças e saudades do tempo em que aquele lugar tinha residentes em todas as casas de pedra, hoje abandonadas."

 

Este ano, a 8 de Abril de 2018, marcaram presença apenas cinco rebanhos. "O malvado fogo de 15 de Outubro levou milhares de animais, a alimentação, os currais", justifica o fotógrafo. "Levou acima de tudo a alegria e a vontade de rumar. Rumar dezenas de quilómetros para pagar a promessa." A reportagem fotográfica foi captada no âmbito da rodagem de um documentário em vídeo sobre a região, que será publicado durante o presente ano.

Eu acho que