A primeira mulher a dar (quase) a volta ao mundo de bicicleta

autoria P3

// data 25/05/2018 - 17:48

// 4127 leituras

Annie Londonderry deu a volta ao mundo em 15 meses, numa bicicleta. Foi a primeira mulher a fazê-lo, no século XIX, tinha a letã, emigrada nos Estados Unidos da América, 24 anos. Numa altura em que as mulheres não andavam de bicicleta, a viagem foi revolucionária — mesmo que não tenha sido tão fantástica como a ciclista depois a relatou. Reza o conto que Londonderry partiu de Boston, seguiu por Nova Iorque e Paris, com uma só perna nos pedais, depois de se lesionar. Na Índia ajudou a caçar tigres, passou por Singapura e Hong Kong, onde levou um tiro no ombro e, em Nagasáqui, no Japão, ficou presa durante a guerra entre japoneses e chineses. “Bem, nem tudo isto foi exactamente verdade”, rectifica o sobrinho-neto de Annie, que, afinal, não é Londonderry mas Cohen Kopchovsky. O que importa, no entanto, acredita, é que Annie se tenha “tornado num símbolo mundialmente conhecido do movimento de libertação feminina nos anos 1890”, diz, no vídeo do projecto Great Big Story.

 

Esta sexta-feira, 25 de Maio, a Comissão Europeia levou a Lisboa e a outras seis cidades da Europa a iniciativa #Herworldourworld (O mundo dela é o nosso mundo), que usa bicicletas para sensibilizar os cidadãos para a igualdade de género. Pousaram duas na praça Mortim Moniz e quem pedalou ficou com a sensação de que uma delas exigia mais esforço físico. Sabes qual?

Eu acho que