Uma casa com muitos espaços, onde não entra a privacidade

autoria P3

// data 13/03/2018 - 18:15

// 6342 leituras

É um jogo de ângulos: a disposição das plataformas suspensas transforma um quarto único em vários espaços funcionais. O interior da casa minimalista foi projectado pelo estúdio japonês Tato Architects para uma família de três pessoas que queria uma habitação capaz de promover a proximidades entre os seus habitantes, independentemente da parte da casa onde cada um escolhesse estar. A privacidade é pouca, mas, tal como o espaço para arrumos, não era uma das preocupações dos clientes.

 

As plataformas, que delineiam 13 quartos e áreas comuns, estão a uma distância vertical de 70 centímetros, o que permite que também sejam usadas como mesas ou prateleiras (criar superfícies multiusos faz parte do ADN do atelier). As divisões estão interligadas por escadas de madeira com três degraus, dispostas em espiral para traçar mais do que um caminho possível.

 

Antes de se mudar para a habitação, a família já vivia na área, em Osaka. Foi-se mudando progressivamente, daí a evolução do cenário presente nas fotografias, que se vai tornando cada vez mais recheado — e personalizado.  

 

Eu acho que