X-Wife e os amores avariados

autoria André Tentugal

// data 19/03/2018 - 17:17

// 2337 leituras

Atualmente, lançar um single sem um videoclipe já não faz sentido, mas fazê-lo e não anunciar um álbum para breve já não faz ninguém perder o senso. Aliás, foi sobre essa particularidade que já há três anos aqui iniciámos também o texto sobre o Movin’ Up. Chegados a 2018, a esta semana, e alguém adiciona na plataforma VIDEOCLIPE.PT o novo This Game, com que os X-Wife fazem, agora sim, anunciar o seu quinto e homónimo álbum (para 6 de abril). Um tema no qual se sente outra vez, e logo de início, a novidade do sopro dos metais a acalorar o habitual e contagiante frenesim histriónico do pós-punk. E também, mais uma vez, um videoclipe do André Tentugal a retratar a deriva emocional da adolescência. Para além do acima mencionado, basta rever o Heart of The World e o Keep On Dancing, que ele também realizou para esta banda, e verificar que há aqui coerência temática e autoral, e não um gesto blasé de quem filma qualquer coisa a marimbar-se para a música. Todos eles apresentam uma juventude à deriva, movida a impulsos e a humores tresvariados, ou a amores avariados. A modernidade deste pequeno gesto cinematográfico está em procurar refletir os cenários, os espaços em abandono e as mercearias sem dono, na psicologia das próprias personagens. E isso, lê-se em qualquer livro sobre o Neo-Realismo ou sobre a Nouvelle Vague.

 

Texto escrito segundo o novo Acordo Ortográfico, a pedido do autor.

Eu acho que