A luz também dança no Nos Primavera Sound

autoria P3

// data 11/06/2018 - 12:14

// 3380 leituras

Não se dão a toda a gente. Há algumas formalidades a cumprir para que se mostrem, pelo menos, numa das várias formas que conseguem assumir. Uma lanterna, um tripé e uma câmara preparada para fotografia de longa exposição (e para a chuva): a fotógrafa Ana Marques Maia partiu prevenida para o Parque da Cidade do Porto, onde a 8, 9 e 10 de Junho as criaturas da noite se misturaram, sem comprar bilhete, no Nos Primavera Sound. E, surpresa, não gostaram de ver o seu território invadido por 30 mil pessoas por noite. As luzes brancas — conseguidas com recurso a light painting — surgiram dos arbustos, assombraram concertos e quem os via e ouvia, transformaram tendas gigantes em baleias que queriam fugir para o oceano. A organização não se deixou assustar e já anunciou o retorno do festival a 6 e 8 de Junho de 2019 no mesmo local — e eles também vão andar por lá.

Eu acho que